Friday, April 10, 2009

Relações Amorosas. Huh?
-
"We mistakenly assume that if our partners love us they will react and behave in certain ways - the ways we react and behave when we love someone"
John Gray
-
Aqui não há demarcações, tanto os alienígenas como os terrestres sentem, pensam, vivem as suas emoções à flor da pele. Mas porque raio as relações se podem tornar tão complicadas? Muitas vezes porque esperamos do nosso parceiro - muitas vezes amigos - aquilo que lhes daríamos em dada situação se os papéis fossem invertidos.
-
É mais ou menos assim, somos magoados pela nossa cara-metade, alma gémea, o raio que o parta, assim sendo, esperamos um comportamento que teríamos se a tivéssemos magoado. Quando não obtemos essa reacção ficamos ainda mais magoados, porque nós, sim nós, teríamos feito isto e, dito aquilo, e cozinhado aqueloutro.
-
Não atingimos que somos todos diferentes e que não podemos esperar do outro um comportamento como o nosso, mesmo que o nosso seja imaculado, seja o certo, seja o exemplar para a situação. Temos de aprender a lidar com o que nos dão. Só assim uma relação tem pernas para andar, mas, não nos podemos nunca contentar com menos do que aquilo que merecemos. Com menos do que aquilo que investimos na relação amorosa.
-
Os homens e as mulheres podem ter as suas diferenças, mas, como gosto sempre de frisar; ambos sangram.
-
Mas isto sou só eu
-
"Men want the same thing from their underwear that they want from women:
a little bit of support, and a little bit of freedom.
Jerry Seinfeld"

30 Comments:

At 4:57 AM, Blogger reggynet said...

É... Todos diferentes, todos iguais... Mas uns mais iguais que outros e todos diferentes na sua essência...

Ah, afinal não leste, ou pelo menos não comentaste, tudo o que lá coloquei deste a última visita!! Ah pois é... lol

Bjs ;)

 
At 4:59 AM, Blogger reggynet said...

E só mais uma coisa: e quando o que nos dão não nos preenche?? Essa reposta eu sei!! O problema não está no outro mas em nós... Certo?? Pois... ;)

 
At 3:24 PM, Blogger Alien David Sousa said...

REGY

Li TUDO. Não comentei tudo ;)A Tracy. lol

"e quando o que nos dão não nos preenche?? "

Lá vamos nós outra vez com essa questão. O problema pode estar sim em nós, porque necessitamos de mais. O que essa pessoa nos dá não é o suficiente minha querida amiga. Pode muito bem existir outra, que nos dê o suficiente para nos preenher.Agora, a nossa felicidade não pode nunca depender a 100% de outrem.
Mas acredito que a nossa cara-metade tem um papel importantíssimo. Não sei se está apenas em nós o problema.

Beijinhos G.
p.s já falamos sobre isto, vou meditar. :)

 
At 3:40 PM, Blogger aquelabruxa said...

lol, mais um dos meus posts preferidos.
mas querida, não exageremos, somos todos diferentes, mas há coisas básicas! o meu ex-namorado psicopatazinho bem que me lixou a cabeça toda, porque era diferente! demorei 6 meses a voltar a mim depois de 2 anos com ele. e olha que quem acabou foi ele, eu estava tão apaixonada que continuava com ele para a vida toda...como dizes no teu próprio post (embora com outro sentido): o raio que o parta!
há simplesmente atitudes e reacções que não são aceitáveis, por mais diferentes que sejamos. é só isso que queria salientar. de resto é verdade, nós temos muitas expectativas nas pessoas, mas acho que falando tudo se resolve.
beijocas

 
At 3:54 PM, Blogger Alien David Sousa said...

Aquelabruxinha

Claro que somos todos diferentes, mas talvez seja eu que veja um padrão ;)

"há simplesmente atitudes e reacções que não são aceitáveis, por mais diferentes que sejamos. é só isso que queria salientar."

Mas de certa forma eu digo isso no post. Quando menciono que não devemos de investir mais numa relão do que aquilo que recebemos ;) Se damos amor e levamos em cima com merda todos os dias...algo está mal.

"nós temos muitas expectativas nas pessoas, mas acho que falando tudo se resolve."

Quanto a esta parte já não sei. A REGY ( do comentário de cima), discorda aposto lol. Quanto a mim, volto às diferenças...por vezes ...love is not enough, por vezes falar só por si não chega.

Beijinhos B.

 
At 5:10 PM, Blogger korrosiva said...

Nem sei que diga, porque podia dizer muitas coisas...MUITAS mesmo!

As relações são e complicam-se quando nós próprios deixamos que tal aconteça.
O diálogo é uma mais valia nas relações, devemos falar sobre tudo, mas muitas das vezes não nos serve de nada.
Se duas pessoas deixam de estar em sintonia e deixam de ter o mesmo objectivo de vida, não há amor que os una, não há conversa que lhes valha.

E se a dada altura queremos que o outro, sinta e reaja como nós o faríamos, então está tudo fo...lixado, está na altura de abrir a porta e saltar!

As quedas doem sempre mas em coisas do amor, somos todos como os gatos, temos mais vidas do que supomos!

E poderia dizer mais e mais.. mas fico-me por aqui ;)


beijinhoss :))

 
At 7:52 PM, Blogger Fliscorno said...

Será por egoísmo que alguém se preocupa com outrem? Às vezes parece que é a empatia que move as nossas relações, no sentido de «hoje faço isto porque é que o gostaria que me fizessem em situação inversa». Nesse sentido, sim é egoísta a preocupação com outrem. Tal como escreves, fazer algo na expectativa de receber por igual é uma atitude que potencialmente traz dissabores. Mas lá está, as pessoas aprendem com as cabeçadas. Ou não :-)

 
At 10:56 PM, Blogger Alien David Sousa said...

Korrosiva

"E se a dada altura queremos que o outro, sinta e reaja como nós o faríamos, então está tudo fo...lixado, está na altura de abrir a porta e saltar!"

Foi por aí que eu peguei. Usando um pensamento de John Gray. E acredito que acontece mais vezes do que deveria. Estamos numa relação e acabamos por exigir do outro o comportamento que nós teríamos em determinadas ocasiões. Seja ele depois de uma briga, seja ele o dar ou não importância a um aniversário, etc. Claro que somos todos diferentes e mencionei o facto e como o somos, quando tentamos que o outro nos siga as pegadas está tudo fod&do! ;)
beijinhos
p.s e sim!, há sempre muito para dizer no que toca a relações amorosas.


Fliscorno

"no sentido de «hoje faço isto porque é que o gostaria que me fizessem em situação inversa»."

Concordo, não sei se é CONSCIENTE muitas vezes...mas acontece.

E sim e uma atitude egoísta quando fazemos algo porque o desejamos no dia seguinte ou na semana seguinte.

Agora, inconscientemente também acontece ficarmos magoados porque o outro não nos deu aquilo que achamos que merecíamos em determinada situação, por exemplo. Ficamos magoados porque sabíamos que daríamos se os papéis fossem inversos.

Sim, as cabeçadas ajudam. Doem mas ajudam ;)
Beijinhos

 
At 6:37 PM, Blogger escarlate.due said...

"porque raio as relações se podem tornar tão complicadas?"
porque o ser humano tem uma capacidade nata para complicar o que é afinal é simples!


beijo e boa páscoa

 
At 12:09 AM, Blogger palavras perdidas said...

Só para desejar Feliz Pascoa..que a profundidade dos vossos pensamentos deixou-me sem palavras..e digo-o a sério..porque as vezes passamos pelas coisas e não lhes damos valor..mas olhando atrás pensamos como foi possível aturar certas coisas de pessoas que pensamos ser tudo para nós..e não só namorados, também amigos, familiares..porque as relações humanas são muito difíceis..e talvez mais pelo simples facto de sermos um povo muito egoista..por mais que o queiramos negar..ou não ver..e vale para todos..não me excluo..pois também já fiz sofrer..pelo simples facto de eu não querer sofrer
(alguém me entende????? é melhor parar..que como disse este Post deixou-me a pensar..vou voltar para ler mais...)

 
At 2:56 AM, Blogger Leandro de Sousa Bastos said...

Ui, andamos com um paleio muito dramático :O

Mas tens razão, muitas das vezes não temos consciencia das diferenças que cada pessoa alberga, mesmo sendo esta a nossa cara metade, a pessoa perfeita para nós.

O ideal seria arranjar uma pessoa com as mesmas caracteríticas que nós. Com os mesmos pensamentos, ideias, gostos... Mas de alguma forma isso não só é utópico, como também em certo ponto seria problemático!

Tudo se resolve, havendo muitas diferenças ou poucas! Por vezes o resultado é que pode não ser o mais justo, ou o pretendido por ambos! É a vida, e a vida é mesmo isto, desilusões e alegrias, um misto de tudo isso!

Beijinho minha Alien (:D) e Boa Pascoa!

P.S: e o Lost desta semana? xD

 
At 4:59 PM, Blogger Alien David Sousa said...

Escarlate.due
Pois, eu faço a pergunta e depois lá apresento a minha teoria, mas, estou 100% de acordo contigo. O ser humano complica sempre em vez de simplificar. Mas isto não se resume apenas às relações amorosas, aplica-se à vida.
Bjs alienígenas :)



Palavras perdidas
Antes de mais, uma feliz Páscoa para ti também.

"passamos pelas coisas e não lhes damos valor..mas olhando atrás pensamos como foi possível aturar certas coisas de pessoas que pensamos ser tudo para nós"

A quente é sempre mais complicado ser racional, mas como dizia um comentador deste blog, as cabeçadas que vamos dando ao longo da vida ajudam-nos. Começamos a entender que merecemos receber o mesmo que damos. Que não somos saco de porrada de ninguém.

"e talvez mais pelo simples facto de sermos um povo muito egoista..por mais que o queiramos negar..ou não ver..e vale para todos..não me excluo..pois também já fiz sofrer..pelo simples facto de eu não querer sofrer"

Ser egoísta pode ser uma defesa para não sofrermos. Agora, ser egoísta numa relação é outra coisa. É magoar o outro sem necessidade...mas quem atira a primeira pedra?,....eu entendo o que queres dizer e não sou o Dr Phil :)O egoismo faz parte do ser humano mas temos de ter consciÊncia de quando esse egoismo pode estar a destruir alguém.

Saudações alienígenas e vai aparecendo, ok?


LEANDRO

Dramático? Não creio, mais simples é impossível! ;)

"O ideal seria arranjar uma pessoa com as mesmas caracteríticas que nós. Com os mesmos pensamentos, ideias, gostos... Mas de alguma forma isso não só é utópico, como também em certo ponto seria problemático!"

Não sei se viste um episódio do Jerry Seinfeld em que ele encontra a versão feminina da sua pessoa e na primeira semana anda na lua, mas depois entra em pânico porque descobre que anda a namorar com ele próprio lol Com os seus defeitos irritantes as suas manias etc. Achei o máximo. E seria mesmo um pesadelo se a nossa cara-metade fosse como nós em todos os sentidos.

Concordo a vida é um misto de tudo. Mas não nos devemos contentar com menos do que merecemos é nessa tecla que andei a martelar no texto e continuo aqui. É que olho à minha volta e vejo muita gente infeliz porque se contenta com menos do que merece. Por medo, por falta de coragem, sei lá...

Beijinhos ( meu) Leandro Feliz Páscoa ;)
p.s Se eles vão regressar à ilha, já pensaste como vai ficar a vida do DESMOND? Agora que tem uma mulher e filho :O Têm de regressar todos, não é?! E a mulher e o filho ficam para trás?

 
At 12:11 AM, Blogger White_Fox said...

Eu acho que o problema começa quando muita gente exige aquilo que não consegue dar.
Algo que aprendi há uns tempos foi: "pede aos outros apenas aquilo que aches que estivesses disposto a fazer/dar".
E convenhamos que a "diversão" de uma relação é o casal não reagir da mesma maneira às mesmas situações...
bjs

 
At 3:14 AM, Blogger alfabeta said...

Todos diferentes e todos iguais, só nos temos que aceitar uns aos outros como são e não como gostaríamos que fossem.

bjs

 
At 5:12 AM, Blogger Leandro de Sousa Bastos said...

Vi sim :)
E acredita que o que disse foi em parte por pensar precisamente nesse excelente episódio! (tenho um vhs cheio de seinfeld do tempo da tvi xD agora saco)

Quanto ao Lost permite-me que te pergunte: em que episódio vais? xD

 
At 3:35 PM, Blogger Alien David Sousa said...

FOXY

"Eu acho que o problema começa quando muita gente exige aquilo que não consegue dar."

Concordo contigo. Uma relação é dar e receber, não exigir e esperar receber sem dar em troca o mesmo. É investir por parte de ambos.
Bjs Foxy (Mulder);)



Alfabeta
Claro que somos todos diferentes, mas, e foi por aí que entrei pegando na frase do John. Existem muitos casais aonde um investe mais na relação do que o outro e isso é errado. A meu ver.
Beijinhos



LEANDRO

Até o J. Seinfeld temos em comum isto é assustador ;) lol

Quanto ao LOST estou a acompanhar pela FOX, vou no 4º episódio se não me engano da 5 temporada...4 ou 5 episódio da 5 temporada.

A ilha não pára de "saltar" no tempo e o jack/ outros vão regressar. No último episódio que vi o DESMOND foi à faculdade de OXFORD porque teve um sonho de que o pessoal da ilha necessitava da sua ajuda. Não sei se te lembras deste episódio? E prometeu à mulher nunca regressar à ilha.

Beijinhos

 
At 6:07 PM, Blogger poca said...

tão certo..

Mas Amar será gostar das acções do outro.. respeitá-las.. admirá-lo por elas..

ok sim, nem todas.. mas ninguém é perfeito. nem nós.

Quando nos apercebemos de muitas atitudes no outro de que não gostamos e quando começamos a questionar todas as decisões que faz, não estaremos na hora de repensar a relação?

mas isto sou só eu.
beijinhos

ps. apetecia-me roubar-te o post e po-lo no meu ;P

 
At 8:02 PM, Blogger Alien David Sousa said...

POCA

"Quando nos apercebemos de muitas atitudes no outro de que não gostamos e quando começamos a questionar todas as decisões que faz, não estaremos na hora de repensar a relação?"

É isso mesmo!
Mas se olhares à tua volta verás que existem inúmeras pessoas que vivem sufocadas porque se contentam com menos. Não é uma questão apenas de questionar TODAS as decisões, mas perceber que estamos a investir mais na relação do que o outro. Que nos estamos a contentar com pouco quando merecemos muito mais...enfim pano para mangas ;)

Rouba à vontade ;)
Beijinhos
p.s depois pagas-me um copo

 
At 9:55 PM, Blogger Aragana said...

...é como eu costumo sempre dizer ao meu loirinho.

Se me magoas, ficas sem um tomate.

Não tem nada a ver com o post, bom, vendo bem até tem, porque o seinfeld falou em cuecas.

 
At 4:12 AM, Blogger CESAR said...

Olá Alien

[ Zé Carlos Malato Mode ON ]
É bom voltar a este cantinho onde já fui tão feliz!
[ Zé Carlos Malato Mode OFF ]

Belo tema que escolheste. É espinhoso.
O ser humano tem uma baixa tolerância à diferença, é assim que descriminamos com base na orientação sexual na cor, religião e so on...
O ser humano gosta muito das coisas feitas à sua maneira, como ele planeou e delineou um determinado projecto é essa a melhor forma de alcançar o objectivo.

E isso é transversal a todas as áreas da vida, seja no trabalho, como no amor ou a escrever um blog.
Se aceitarmos uma perspectiva negativa do ser humano e compreendermos o Homem como um ser meramente egoista isso faz sentido, porque como egoísta que seria não conseguiria conceber outras soluções que não as por si delineadas. Por isso muitas pessoas têm problemas em inserir-se num colectivo ou desenvolver tarefas em grupo (como os antigos trabalhos de grupo na escola).

O homem compreende o mundo como o vê, prevê o que acontecerá com base no que vê, mas o intelecto humano é falível e por isso errará quando não tem todas as informações ou as mais importantes.
Assim quando se vive com alguém que nos satisfaz, que pensamos que conhecemos começamos a desenvolver um grupo de comportamentos previsiveis, que muitas vezes estão errados e depois sangramos.

O problema não é o facto de os homens serem diferentes, o problema é eles não aceitarem ou conseguir lidar com a diferença o que leva muitas vezes a guerras.
Ou discussões acaloradas em aulas de direito :p

Beijinhos
Alien

É bom estar de volta.

 
At 3:13 PM, Blogger Proteja a sua Internet said...

http://protejainternet.blogspot.com

 
At 3:21 PM, Blogger Lola said...

AlienDS

As relações são sempre difíceis, mais dificeis ainda quando não vemos muito para além do nosso umbigo:))

Mas depende de se gostar realmente dos outros, de dar e receber.

De saber o que esperar de um relacionamento.

Não é possível mudar/moldar ninguém à nossa imagem.

E quando a relação está esgotada é preciso ter o bom senso de fechar a porta, sem guerra, sem culpa...

Beijos grandes

 
At 3:30 PM, Blogger Fabulosa said...

acho que a maioria das pessoas transforma relações em ralações e assim não vale a pena... só isto. =)

 
At 4:39 PM, Blogger Alien David Sousa said...

Aragana

Só um tomate? Porque não os dois? lol

Beijinhos


Avé Cesar

Já tinha saudades dos teus comentários, de verdade! Tens uma forma de dissecar os assuntos que é impressionante...vais dar um excelente advogado.

É bom voltares a este cantinho onde já me fizeste tão feliz lol

"O ser humano tem uma baixa tolerância à diferença, é assim que descriminamos com base na orientação sexual na cor, religião e so on"

Pois eu não entrei por aí, mas poderia...escreveria um post inteiro sobre o assunto retirando apenas o tema das relações amorosas.

"Assim quando se vive com alguém que nos satisfaz, que pensamos que conhecemos começamos a desenvolver um grupo de comportamentos previsiveis, que muitas vezes estão errados e depois sangramos."

E esperamos dessas pessoas determinados comportamentos que nós teríamos em determinados casos. Aí esta a merda.


"o problema é eles não aceitarem ou conseguir lidar com a diferença o que leva muitas vezes a guerras.
Ou discussões acaloradas em aulas de direito "

A diferença/egoísmo arruínam tudo à nossa volta.

Beijinhos e é bom ter-te FINALMENTE de volta


Proteja a sua Internet
Boa sorte para o vosso projecto.
Saudações alienígenas


LOLA

"mais dificeis ainda quando não vemos muito para além do nosso umbigo:))"

100% de acordo ;)

"Não é possível mudar/moldar ninguém à nossa imagem."

É verdade, mas acontece. E é mais frequente do que pensamos, basta parar e olharmos à nossa volta.

"E quando a relação está esgotada é preciso ter o bom senso de fechar a porta, sem guerra, sem culpa..."

Bom senso é uma coisa complicada de encontrar na farmácia ;) :D

Beijinhos


FAB
Gostei.:)) Ralações. Há que saber saltar fora quando estas apenas são ralações.
beijinhos Fab.

 
At 5:42 PM, Blogger Casemiro dos Plásticos said...

Para haver boas relações é necessário confiança, sentimento, dialogo e forrobadó sem isso nada feito, ah pois é!

 
At 6:26 PM, Blogger Alien David Sousa said...

CASE

Mas para haver forrobadó é necessário que AMBAS as partes tenham vontade ;) E quando um está mal, a vontade é =zero :)
beijinhos

 
At 1:58 AM, Blogger poca said...

essa do "porque se contentam com menos" também dava pano para mangas.
Porque a palavra contentar vem de contente! Ao menos as pessoas conseguissem felizes... mas insistem insistem.. e sabem que não. Ao menos pudessem fazer alguma coisa para mudar algo.

A velas uma vez tinha uma frase que na altura lhe disse que gostei muito: "Quanto tempo até perceber que não me contento?"

 
At 7:50 PM, Blogger Alien David Sousa said...

Poca

Não sei se é o medo da mudança? Mas preferem contentar-se ;) com menos do que merecem, como menos do que investem.

""Quanto tempo até perceber que não me contento?"

Gostei!
beijinhos

 
At 12:04 AM, Blogger Alien8 said...

ManaDS,

O grande problema aqui é considerarmos que aquilo que merecemos (e não nos devemos contentar com menos...) coincide com o que daríamos (faríamos)...

Acontece quase sempre. É natural, e não é fácil fugir a essa exigência. Nada fácil.

Além disso, como se diz por aí a propósito de tudo e de nada, "casa caso é um caso."

Beijinhos alienígenas.

 
At 2:56 AM, Blogger Alien David Sousa said...

ALIEN8

Entendo-te maninho...e sim cada caso é um caso, mas há muitos casos em que um dá mais do que recebe era essa a ideia que queria passar.
BJS ALIENÌGENAS

 

Post a Comment

<< Home