Monday, April 02, 2007

Image Hosted by ImageShack.us

(...)Every breath you take,
Every move you make,
Every bond you break,
Every step you take,
I'll be watching you(...)
-
Como gosto de que os meus textos sejam lidos e sei que vocês não têm muita paciência para textos longos, vou tentar abordar este tema de uma forma sucinta e peço desde já que tenham isto em consideração. Falar sobre este assunto, dá pano para mangas e bainhas e dava para eu usar muitas letrinhas. Mas como é incontestável não o vou poder aprofundar como ambicionaria. Isto não é propriamente a revista "Cosmopolitan"aonde teria mais espaço e vocês poderiam pegar nela e ir ler com calma o texto para a casa-de-banho. Explicações à parte, contagem decrescente para o início do texto:
-
Nunca compreendi os ciúmes. Os terrestres são estranhos, sim. Mas nunca consegui processar verdadeiramente na minha cabeça, o conceito de ciúmes numa relação a dois.
Aquele tipo de relações em que o casal partilha uma vida e onde não há motivos para existirem ciúmes. Quero dizer: nenhumas das partes tem uma conduta que possa ser posta em causa. E esta é posta em causa. Não alcanço o motivo de um deles, começar a "bater mal" e a suspeitar do parceiro. É como se um Alien lhe tivesse instalado um "chip" e de repente este começasse a desconfiar a torto e a direito de tudo o que a sua cara-metade realiza.
-
É ridículo. Os homens desconfiam de com quem elas falam ao telefone. Com quem se dão no emprego. Desconfiam das amigas porque as podem levar para o caminho da perdição. Chegam a casa e são interrogadas, examinadas, sondadas até à exaustão. Basicamente o que lhes estão a chamar é de: VACAS! Sim. Estão a verbalizar: tu, mal eu viro as costas vais-te colocar debaixo do primeiro gajo que apareça. E elas ou escolhem aturar isto, ou pegam nas malas e porta fora. É humilhar a parceira basicamente, até ela dizer chega. Se não vivem juntos, não é preciso fazer as malas. Os tempos são outros. Manda-se uma sms a dizer: és doente, cansei-me!
-
Elas, seja o marido ou o companheiro, um homem lindo de morrer ou a maior aberração à face do planeta metem na cabeça de que todas as mulheres os querem comer. E chegam ao ponto de ler as mensagens do telemóvel, de snifar que nem caniches as camisas, de verificar os cartões de crédito, até de os seguir. Enfim, de fazer figuras tristes. Quando muito provavelmente o homem até dá graças aos céus por ter conseguido engatar aquela mulher e casado com ela. Isto antes de ela ter tido o "chip" instalado.
-
Ciúmes. Insanidade temporária?
-
Como se cura?
-
O ser humano aprende com a experiência e algum sofrimento. Sim porque o ser humano é como o macaco, se lhes damos choques eléctricos eles mudam o seu comportamento. Estes seres humanos, à custa de perderem outros que amavam graças aos malditos ciúmes, começam a pesar as suas atitudes. Pode levar o seu tempo. Mas vão mudando. Até que algures no espaço e no tempo aparece outro ser humano que voltam a amar e que devido à experiência dos choques eléctricos, começam a olhar para a relação de outra forma. E mesmo que tenham pequenas recaídas, guardam-nas para si. Estes seres humanos vencem os ciúmes. Vencem a doença. Esta doença tão triste, que degrada tanto o ser humano.
-
Uma relação para funcionar é necessário que o outro saiba dar ao seu companheiro/a espaço. Que não esteja constantemente a respirar em cima do seu pescoço. A palavra "indivíduo" não existe à toa. Apesar de formarem um casal, dentro desse casal existem dois indivíduos que necessitam de ar, se esse ar é suprimido por um ciúme doentio, o outro não tem como respirar, como viver. É assim que eu vejo os ciúmes.
-
Quem ama não desconfia, confia.
O ciúme mata o amor.
-
Mas isto sou só eu.
Deu-me para aqui, a importância da ervilha na alimentação Portuguesa é algo em que também ando a pensar. Fica para a próxima.
-
My wife's jealousy is getting ridiculous.
The other day she looked at
my calendar and wanted to know who May was.
Rodney Dangerfield
-
The jealous are possessed by a
mad devil and a dull spirit at the same time.
Johann Kaspar Lavater

64 Comments:

At 12:38 AM, Blogger Fernando Almeida said...

Sendo um post que poderá suscitar comentários diferentes e opiniões distintas, espero que pelo menos estejam todos em corcordância com o início do post. Não há como "Every breath you take" dos Police. Quanto ao resto, o ciúme na relação que seja como o mentol nos After Eights: é bom, mas em excesso enjoa...

 
At 12:42 AM, Blogger rosa said...

eu adorooooooooooooooooooooo...





















ervilhas com ovos escalfados!!!

 
At 1:09 AM, Blogger poca said...

pois.. os ciúmes são algo que reprime os dois seres individuais dentro da relação.. reprime de tal forma que os impossibilita de pensar como deve ser chegando a fases de delírio..

a cena de ter uma relação tem muito que se lhe diga.. e os motivos para se começar uma relação, quanto a mim tem muito que se lhe diga quanto à saúde da mesma no seu desenrolar..
a questão é que a maioria das relações começa pelos motivos errados: para tapar a solidão, por medo de não se encontrar nada melhor, porque os pais e restante família já começam a saturar com a conversa de "quando é que arranjas um namorado?", por interesse, etc, por ilusão/precipitação condicionados mais uma vez por os motivos apontados anteriormente...
depois uma vez iniciada a relação as pessoas tendem a fazer isto ou aquilo para agradar.. ou a tentar ser assim ou assado para correspendor às expectativas do outro... depois começa o "eu troco-te" muito em vez do "eu amo-te" muito.
eu dou isto se tu deres aquilo, eu não vou ali, se tu não fores acolá.. e começam a aprisionar-se numa relação onde nenhum´dos dois é feliz, mas não têm força para reparar!
normalmente isto tem tendência para acabar com uma das partes tentando resgatar o que É de facto.. e ouvindo do outro: "tás tão diferente..."

ups, acho que me alonguei na resposta!
fui!
aaahhhh.. adoro ervilhas! adoro! adoro! adoro!

 
At 2:54 AM, Blogger hole in my vein said...

Não gosto de ciumes... não gosto de prender pessoas! por isso, tenho como axioma, cada individuo tem de ter o seu espaço! Se existe uma relação, existe respeito. Por isso, havendo falta de respeito (onde se pode incluir as causas do ciume) não há relação! Ora assim, não posso deixar que o ciume controle essa relação. logo, se não me sinto bem há que mudar! e isto é reciproco. se a outra pessoa não se sente bem comigo então algo tem de ser feito e não tenho problemas em assumir que não consigo melhor! a questão está em enfrentar os problemas de frente! A causa habitual dos ciumes é a atracção por outra pessoa. Na minha opinião isso existirá sempre... depende de cada um saber lidar com isso! Eu aprendi a não ter problemas com isso! não quero prender ninguém, as pessoas são livres... para quê estar a meter-me na vontade dos outros??? eu tenho o meu valor (que francamente é muito pouquinho) e é esse valor que tem de ser levado em conta! se a outra pessoa está com outros interesses então deixou de apreciar esse meu valor e eu apenas tenho de saber lidar com isso!além disso gostaria de partilhar o meu tempo com alguem que goste de mim(o que é francamente impossivel). os ciumes querem-se pequenos... gosto da liberdade, respeito as pessoas... costumo dizer que sou optima pessoa para se confiar porque gosto de pessoas.... mas tenho dificuldade em olhar para uma pessoa como alguém para viver porque acho que nunca encontrei alguem que fosse capaz de perceber que eu não me importo que ela(e) venha a ter outro interesse! só desejo felicidade aos outros! (eu cá me hei-de arranjar!)Parece que o cime é necessario!!!
"eu sou eu e tu és tu, partilhamos a vida e nada mais do que isso. e isso é imenso... mas nunca podemos perder a identidade!" ao que parece, isto não é fácil de entender! mas eu também não sou o par ideal seja para quem for por isso devo estar enganado; mas não consigo ser um "macho" daqueles que olha para as "gaijas" e tudo mais e fica fulo quando a moça cumprimenta um amigo... uma pena porque ao que parece é disso que elas gostam... e homens de jeito há poucos.... digo eu que nem sei se sei apreciar homens... :)mas um tipo sabe lá o que aí vem! (mais um tema engraçado... isto de olhar para homens é levado aos picaros da asneirada na boca de um machão... lindo de se ouvir AHAHAH) hum... a minha vida é realmente interessante!!!!

 
At 2:57 AM, Blogger Minerva McGonagall said...

Este comentário não tem nada a ver com este post, mas só hoje reparei numa coisa que não podia deixar de comentar: nunca pensei que os aliens acreditassem na astrologia (dizes no teu perfil que és gémeos).

Que raio de alien és tu???

 
At 5:30 AM, Blogger pedro oliveira said...

Uma alien que se preocupa com sentimentos terrenos e que vê os ciúmes (o ciúme) da mesma maneira que os «meus meninos» (os meus alunos numa universidade de terceira idade os olham, eles têm cerca de 70 anos).
Dois exemplos:
«Basicamente o que lhes estão a chamar é de: VACAS! Sim. Estão a verbalizar: tu, mal eu viro as costas vais-te colocar debaixo do primeiro gajo que apareça.»
Debaixo?
Então? e todas as outras possíveis posições?
«o homem até dá graças aos céus por ter conseguido engatar aquela mulher e casado com ela.»
Então? o homem engatar? em que mundo vives, miúda ... o homem é engatado (pelo menos no meu caso).
Resumindo a aula a que me referia foi por ocasião do dia internacional da mulher e às tantas estávamos a falar dum fado (não venhas tarde) a turma maioritariamente composta por mulheres às tantas estava a defender o senhor coitadinho que tinha uma amante mas que, também, amava a mulher.
Enfim o ciúme (feminino) provavelmente é uma palermice e a poligamia faz todo o sentido tanto no sentido teórico (um homem é perfeitamente capaz de «amar» várias mulheres ao mesmo tempo) com do ponto de vista prático («amai-vos e reproduzi-vos» dizia o outro) quanto mais sementes forem plantadas mais hipóteses tem a espécie humana de sobreviver.

 
At 5:51 AM, Blogger Belzebu said...

Ciúmes? Isso até pode ser divertido, mas infelizmente nunca tive oportunidade de ter. Quando a minha Belzebua chega a casa e eu já estou instalado no cadeirão, preparadinho para a ver tomar banho e decidido a fazer uma cena de ciúmes, eis que ela me dá com a toalha encharcada nas bentas, me trata mal e me espanca violentamente, só porque a porteira do prédio me mandou cumprimentos!

Não entendo o que a leva a fazer isso e também não entendo porque lhe chama vaca, afinal de contas a senhora tem idade para ser minha avó e parece a mastronça do post anterior ( o chifrudo me perdoe, da maldição, da coluna do meio do totobola). eheheh!!!

No fundo o ciúme, não sendo doentio, é assim uma espécie de tempero e como eu gosto de tudo bem apurado...

eheh!! Saudações infernais!

 
At 7:33 AM, Blogger Alien David Sousa said...

Fernandito, estás certo é uma grande música MAS foi "usada" da forma oposta à que o STING a escreveu. Se leres bem a parte que retirei da música e depois o texto que escrevi, verás que essa parte da letra não embeleza mesmo nada o "AMOR". Foi com essa a minha intenção, gosto de distorcer determinadas coisas e dar-lhes outras perspectivas!;)Quanto ao ciúme, dá um tempero, quem ama tem sempre um pouco de ciúme desde que seja aquele ciúme a que chamo saudável, que não interfere com a relação nem com o respeito pelo o outro.
Beijinhos alienígenas




Rosa,também EU!!!! ;)
Beijinhos



Poca,"reprime de tal forma que os impossibilita de pensar como deve ser chegando a fases de delírio.."

Não podia estar mais de acordo. Existem casos que chegam mesmo ao extremo do delírio.

"a questão é que a maioria das relações começa pelos motivos errados:"
Mencionei este facto no post da sedução, aonde fui quase crucificada! ;)

"eu dou isto se tu deres aquilo, eu não vou ali, se tu não fores acolá.. e começam a aprisionar-se numa relação onde nenhum´dos dois é feliz, mas não têm força para reparar!"

É uma questão de dependência crónica.

Tu adoras ervilhas e eu adorei o teu comentário!:D
beijinhos





Hole,Uau...surpreendeste-me pela positiva.

"A causa habitual dos ciumes é a atracção por outra pessoa."

Nem sempre a causa dos ciúmes é outra pessoa Hole. Isso é o que é mais triste nesta doença. Como referi no texto, muitos casais têm problemas quando nem sequer existe uma terceira pessoa envolvida. Um dos parceiros, entra em paranóia e resolve desconfiar de tudo o que a sua cara-metade faz sem ter motivos para isso. O que é humilhante para o/a outra.É uma doença.

Mas vamos seguir o teu raciocínio.

"se a outra pessoa está com outros interesses então deixou de apreciar esse meu valor e eu apenas tenho de saber lidar com isso!além disso gostaria de partilhar o meu tempo com alguem que goste de mim"

Concordo plenamente contigo. Até porque o teu tempo é precioso demais para o desperdiçares com alguém que não o merece, assim como a tua pessoa.

" mas nunca podemos perder a identidade!"
*****estrelas!!!


"a minha vida é realmente interessante!!!!" lol ;)

Beijinhos covinhas






Minerva, vou satisfazer a tua curiosidade: obrigaram-me! O blogger sou me deixava inscrever se inventasse um signo! :|;)
Beijinhos



Meu Pedro
Então vamos lá a isto:

"Enfim o ciúme (feminino) provavelmente é uma palermice e a poligamia faz todo o sentido tanto no sentido teórico (um homem é perfeitamente capaz de «amar» várias mulheres ao mesmo tempo) com do ponto de vista prático («amai-vos e reproduzi-vos» dizia o outro)"

O ciúme feminino ou o masculino quando levado a extremos é uma perfeita ESTUPIDEZ.É uma doença quando interfere na vida do outro ser humano e o impede de ter uma vida normal, de funcionar como qualquer outro ser humano normal. Quando o faz sofrer e ter vontade de desaparecer do mapa por estar sujeite a cenas degradantes.
As teorias são muito bonitas Pedro. Mas se a tua namorada/mulher, a pessoa que amas te começar a fazer a vida num inferno por causa de ciúmes infundados as tuas teorias vão para o espaço. Se começares a sofrer na pele o que é teres a pessoa que amas constantemente a duvidar de tudo o que dizes ou fazes vais ver que já nem te lembras das teorias.Se viveres com alguém que não te respeita, aí talvez comeces a ver as coisas como elas são. Se estiveres num jantar com amigos e a mulher que amas aparecer e fizer uma cena, a humilhação vai doer e as teorias, aonde vão estar?
Viver e teorizar são duas coisas diferentes. Uma coisa é viver, ou já ter vivenciado uma relação doentia com alguém que sofria desta doença, outra é mandar para o ar frases feitas, frase teóricas que se aplicam numa prática que não é a nossa realidade. Pelo menos a da maioria. Viver uma situação como esta que descrevi no texto não é uma palermice é uma realidade que tu se calhar desconheces. Não sei!Mas palermice os ciúmes doentios não são, doença sim!


Quanto ao:
"estava a defender o senhor coitadinho que tinha uma amante mas que, também, amava a mulher."

É possível amar duas pessoas ao mesmo tempo. Sim é. Não o nego, nunca o neguei. Nem é isso que está aqui em causa. Mas na minha modesta opinião, esse senhor mais tarde ou mais cedo tem de fazer uma opção. Mas isto sou só eu.
Nem que seja inconscientemente essa opção será feita.

Beijos alienígenas




Belzebu, lol
"Quando a minha Belzebua chega a casa e eu já estou instalado no cadeirão, preparadinho para a ver tomar banho e decidido a fazer uma cena de ciúmes,"

Isso é que é vontade de fazer uma cena de ciúmes!!! lol


"espanca violentamente, só porque a porteira do prédio me mandou cumprimentos!" lol

"a senhora tem idade para ser minha avó e parece a mastronça do post anterior ( o chifrudo me perdoe, da maldição, da coluna do meio do totobola)." lol lol

Não abuses OLHA A MALDIÇÃO!

Concordo contigo, uma pitada dá tempero ao amor. Mais do que isso é doença!
Beijinhos diabinho

 
At 2:19 PM, Blogger jawaa said...

Cara ET, encheste-me as medidas (algo que era feio uma senhora/menina dizer...) sim senhora! Que maior elogio te posso fazer do que ter eu lido em alto e bom som o teu escrito ao meu cara-metade de mais de 40 anos?!! Com o ar mais inocente do mundo:«Mas eu fui assim?»«Não foste, és!» Ri complacente e vai entendendo melhor a filha e lamentando o filho... solidariedade masculina.
Hoje, homem sofre...!

 
At 2:35 PM, Blogger Fábula said...

a ciumeira é uma coisa louca, as pessoas enlouquecem momentaneamente e enlouquecem os outros. alguns curam-se, como disseste; outros lá vão caminhando pela vida fora, de relação falhada em relação falhada; e há ainda os que têm uma sorte do catano e conseguem fazer a relação durar porque a outra parte se submete, ou até porque acaba por entrar no jogo tendo atitudes idênticas às do parceiro! :P

 
At 3:56 PM, Blogger Karl Macx said...

Como tudo na vida, se for na proporção correcta, o ciúme pode ser bom. Em exagero, estraga tudo. Se há coisa que detesto é o sentimento de possessão que grassa pelas mentes dos apaixonados (nem sempre, mas às vezes vemos cada cena...).
A minha cara-metade costuma dizer que gosta quando as mulheres olham para mim: fá-la pensar que ela fez uma boa escolha. O resto, faz parte da confiança que os casais têm e no que o Hole referiu - e muito bem, como de costume - que é o respeito pelo espaço e pela privacidade de cada membro do casal...
Lá no teu planeta existe este tipo de emoção???

lololol

;)

 
At 4:06 PM, Blogger absorbent said...

parece-me um bocado simplista, este ponto de vista.
tal como o macx disse, qq coisa em moderacao so pode ser benefica. ciumes doentios partem da inseguranca, o q nao é bom para qq relacao. mas se nao ha ciumes nenhuns... entao qq coisa esta mal. e entre estes dois pontos ha toda uma panoplia de quantidades, cores e sentidos q se podem adoptar numa multitude de relacoes como verdadeiramente necessarios. :)

 
At 4:18 PM, Blogger peace_love said...

Infelizmente sou uma das terrestres que sofre dessa doença, fruto da insegurança de que padeço desde sempre e do medo de perder o mais que tudo para a ex...

Pois é, eu até nem sou ciumenta com gajas que não conheço ou que sempre foram só amigas do mais que tudo( porque eu também tenho grandes amigos com quem nunca seria capaz deter uma relação que fosse mais que amizade), mas tenho um ódio pela ex...

enfim..

 
At 4:32 PM, Blogger Visi said...

DIGAMOS QUE VEJO A COISA ASSIM, e para brincar com esta coisa séria:

ADORO ERVILHAS MAS FAZEM-ME GASES...TAL COMO OS CIUMES!!!:D:D:D.

assim:...CIÚMES = ERVILHAS..quando fermentados provocam dores e se NAO SAEM...minha nossa!...chega a uma altura que tem de rebentar!

" -The jealous are possessed by a mad devil and a dull spirit at the same time."

Esta frase para mim explica na íntegra o que sao os ciumes e as suas consequências....

Mas eu atrevo-me a acrescentar:O CIUME É IMATURO, IGOISTA E INCOERENTE.QUEM SENTE CIUME, ao contrario do que pensa NAO AMA, pois o verdadeiro amor NAO SENTE CIUME!È um mal interior, um bicho que corroi a si e ao outro.Mata.Destroi!E tal como tu dizes eu partilho:É UMA DOENÇA!


Bissou!Bissou!!!:D

 
At 4:55 PM, Blogger Matisfolle said...

Je connais ce sentiment. De temps en temps il passe près. Mais le suffisant pour que ne s'installent pas.
Je suis d'accord avec que disent que dans la mesure exacte il peut jusqu'être une pitada de sel qui falte au certain moment dans une relations ... mais comme dit le dicté « tout ce qui est excessivement sent mal »
Bonne semaine
Bj

 
At 5:19 PM, Blogger Kaos said...

Os ciumes, para quem os tem, devem ser incontroláveis, uma doença. Tenho visto casos que não vabem na cabeça de ninguém. E, o pior é que muitas vezes quem não mostra ciumes é acusado de não gostar do outro. Penso que o tempo e velhice muitas vezes resolvem o problema. Não faz sentido ter ciumes de um idoso de 70 anos..ou será que faz?
bjs

 
At 5:21 PM, Blogger Senhora das Aguas said...

Confeso que nao li o teu texto todo, mas 75% ja ca cantam e apesar de nao concordar com o ciume em si, ate entendo por que ha ciume, Alien. Traição, abandono e baixa auto estima dizem te alguma coisa? A mim dizem bastante e tenho observado uma ou outra destas 3 "catastrofes" em diversas relações por isso o ciume ate poderá ser justificavel... Eu nao sei, mas isto sou eu :))) beijos

 
At 5:26 PM, Blogger ANNA-LYS said...

:-))))

So many peoples comment and in so many words ... I can't add anything that haven't been said already :-/

Have a lovely week.

 
At 5:32 PM, Blogger Tuche said...

Amiga não posso deixar de concordar contigo, se uma relação não tiver como base o respeito, a amizade, cúmplicidade e claro muita tesão pelo meio, só posso dizer que não funciona.

Eu sempre tive como regra um facto que sempre resultou no meu casamento e felizmente nunca tivemos más ondas de ciúmes.

Dar espaço para ter o meu espaço também.

Deixar respirar para eu própria não sofucar...

Tive um namorado dos 15 aos 19 anos que tinha ciúmes da própria sombra.
Um dia não aguentei mais de ter que mentir até para ir á mercearia.
Acabei e jurei a mim mesma nunca mais permitir uma relação daquela natureza e assim foi.

Beijio

 
At 5:39 PM, Blogger Claudia_peixinha said...

Ciúme q.b sim apimenta a relação,digo eu.Controlar ,oprimir não é nada bom para ambos.

Jokas querida Alien(excelente tema).

 
At 6:39 PM, Blogger Aragana said...

Tens toda a razão Alien!

Eu sei oque é isso e só tive uma opção,... pegar nas malinhas e porta fora!

Engraçado é que depois disso choveram promessas que tudo ia mudar,...

 
At 6:47 PM, Anonymous Anonymous said...

o ciúme ou é injustificado e mata tudo

ou é justificado e não há nada para matar

 
At 6:55 PM, Blogger VICIO said...

um assunto que talvez todos concordem contigo na teorica... certo?

 
At 7:57 PM, Blogger SA said...

não sofro desse mal :)

 
At 9:08 PM, Blogger Alien David Sousa said...

jawaa, espero que a tua cara-metade não decida atacar com poderosos vírus e trojans aqui o meu querido Blog. ;) Thanks for the praise.
Estou a brincar, como é óbvio.:D Não acredito que a tua cara-metade me ataque, mas fiquei sensibilizada por lhe teres lido o meu texto.
Um beijinho





FAB," ou até porque acaba por entrar no jogo tendo atitudes idênticas às do parceiro!"

Esses são aqueles que enlouquecem juntos. lol
Mas não tenho fé nessas relações. Até porque à conta dos choques eléctricos e do sofrimento um deles vai acabar por querer mais do que aquilo que tem, acho eu.
Beijinhos




Karl,"Como tudo na vida, se for na proporção correcta, o ciúme pode ser bom."

Claro que sim. Até porque quem ama, tem sempre uma pontinha de ciúme. Mas esse é o ciúme saudável. Aquele que respeita o outro que não o invade nem invade o seu espaço. Aquele que como disseste, não vai a extremos. Que não chega ao ponto de ser uma doença, uma forma de inquisição para com o outro.


"A minha cara-metade costuma dizer que gosta quando as mulheres olham para mim: fá-la pensar que ela fez uma boa escolha" lol

Isso também é uma questão de vaidade (escolheu bem) e CONFIANÇA. LOL

Ela sabe que elas podem olhar à vontade que não levam nada mais do que um olhar teu! ;) Entendes? Tem a ver com confiança também, não só com o facto de ela ter feito uma boa escolha.:D

"Lá no teu planeta existe este tipo de emoção???"

Então nós os Aliens não podemos ter relações amorosas? Ora esta!;)
Beijinhossssssssss




absorbent, quando se ama, claro que existem ciúmes. Mas são aqueles ciúmes benignos. Quando estes são levados a extremos passam a ser doença porque se perde o respeito pelo parceiro, pela sua individualidade, pelo seu espaço. O outro começa a ser visto como um objecto que tem de ser controlado e são estes ciúmes que eu descrevo no texto. Não aqueles ciúmes que são inofensivos, aqueles que todos nós sentimos a dado momento mas que não têm consequências, que não ferem o outro.
O ciúme doença, o ciúme quando não há motivos para existir é aquele de que falo no texto. Entendes agora?
Saudações alienígenas...aparece mais vezes ;)
p.s tenho de ir ver quem és, aguarda-me que vou aterrar no teu blog brevemente :D





Peace_love,não acredito que sejas doente como descrevi no texto...apenas insegura em relação à ex. ;)
Mas não vou comentar a tua vida, sabes que sou uma Alien discreta! :D
Beijinhosssssssssss





VISI :D
Antes de tudo, com 3 horas de sono em cima e vieste comentar lol :D
I TAKE A BOW.
It was my fault.;)

"ADORO ERVILHAS MAS FAZEM-ME GASES...TAL COMO OS CIUMES!! LOL

Ai a falta de sono. lol Adorei.

"pois o verdadeiro amor NAO SENTE CIUME!È um mal interior, um bicho que corroi a si e ao outro.Mata.Destroi!E tal como tu dizes eu partilho:É UMA DOENÇA!"

Não o disse dessa forma, mas sim podia ter escrito isso mesmo Beta. É um bicho que corrói... e até acrescento que corrói por dentro de quem tem os ciúmes e corrói por dentro o amor do casal. E sim tens razão destrói e mata.
Mas também há QUEM SAIBA matar o bicho, com os choques eléctricos que falei no texto.;)
Beijinhos linda...ups não....Bissou!!! lol






Matisfolle,claro que...amor sem uma pitada se ciúmes é algo estranho. Se é que é mesmo amor. Agora é como dizes, tudo o que é excessivo faz mal.
beijinhos




Kaos,"Penso que o tempo e velhice muitas vezes resolvem o problema. Não faz sentido ter ciumes de um idoso de 70 anos..ou será que faz?"
LOL
Eu entendo o teu ponto de vista, mas tive de rir, és demais.
E concordo contigo. SIM O TEMPO E A VELHICE ACHO QUE RESOLVEM O PROBLEMA! lol Mas os terrestres são estranhos por isso digo "ACHO";)
Beijossssssssssssssss





Senhora das Águas,é pena só teres lido 75% do meu texto. :(

"Traição, abandono e baixa auto estima dizem te alguma coisa?"

Eu no meu texto refiro-me aqueles ciúmes que surgem numa relação aonde não existem por parte do outro motivos para que estes sejam justificáveis. Dito isto só o teu último exemplo: "baixa auto estima" se aplica aqui.

Mas vamos esquecer o meu texto. Pronto está esquecido. Vamos fazer de conta que não o escrevi e que isto é uma conversa de café.

Tu achas que pelos motivos que deste, essa pessoa tem o direito de fazer a vida de outra num inferno.
É o mesmo que dizeres: bem o pai dele dava-lhe porrada quando ele era pequeno, por isso é natural e compreensível que ele dê porrada aos filhos.
Afinal os seres humanos são o quê?
Claro que são condicionados pelo que lhes aconteceu no passado, mas tens muitos exemplos de pessoas que foram muito mal tratadas pela vida e que inverteram o processo.
As desculpas só ajudam aqueles que não querem mudar, os fracos, os que querem continuar a terem a muleta, o rótulo de " desgraçadinhos" enquanto maltratam outros.
Isso para mim não serve. Se tens uma constipação vais ao médico. Se estás doente procuras ajuda.
Beijinhos :D






ANNA-LYS,Ther's always something, someone can add to my little box. Let me give you an idea. When you think you have nothing to say: just tell me if you believe in aliens or if you think humans are the only race living in this planet. We can just chat about trivia. ;)
Seriously, you can always add something to this box. A though, one word, anything.
kisses





Tuché,"se uma relação não tiver como base o respeito, a amizade, cumplicidade e claro muita tesão pelo meio, só posso dizer que não funciona." lol

Querida Tuché,
Adivinha lá qual foi a parte nesta frase que me fez rir? :D
Mas é mesmo assim!!


"Dar espaço para ter o meu espaço também.

Deixar respirar para eu própria não sofucar..."

É assim que eu vejo as relações. E quando elas não se desenrolam desta forma, para mim acabam. Tenham elas 2 anos, 3, ou 1 mês.

Quanto à tua promessa. Quem sofre na pele, não quer voltar lá atrás o resto são teorias.
Beijinhossssssssssss





Peixinha ,foste sucinta e disseste tudo. Beijinhos para ti e para a barriguinha. :D




Aragana, depois da malas feitas....vêm as promessas. Eu até te dizia umas coisas. Mas não aqui.;)
beijinhos




Anónimo,
"o ciúme ou é injustificado e mata tudo

ou é justificado e não há nada para matar "

Justificado em poucas palavras.;)
Saudações alienígenas




Vicio,certo. lol
Eu agora não sei se estamos a pensar no mesmo vício. Dei uma gargalhada porque estou com pensamentos "suspeitos" e não sei se tu estarás a pensar o mesmo que eu?
Estarás a que temos "infiltrados" aqui? Isto é: muitos concordam na teoria comigo, mas nunca sabemos o que se passa realmente na vida de cada um e, se corresponde ao que escreveram aqui. É isto? lol
Aguardo uma resposta tua para ver se estamos em sintonia ou se sou eu que estou paranóica, o que também é provável, não sou de fiar.
Beijinhos ;)



Sa,já somos duas. ;)

 
At 9:38 PM, Blogger pedro oliveira said...

Alien,
Este parágrafo:
«Enfim o ciúme (feminino) provavelmente é uma palermice e a poligamia faz todo o sentido tanto no sentido teórico (um homem é perfeitamente capaz de «amar» várias mulheres ao mesmo tempo) com do ponto de vista prático («amai-vos e reproduzi-vos» dizia o outro) quanto mais sementes forem plantadas mais hipóteses tem a espécie humana de sobreviver.»
era a brincar, é uma ironia, o resto do comentário anterior é que era a sério.
Beijinho.

 
At 9:47 PM, Blogger hole in my vein said...

surpreendi?!?!?!
olha que nunca fui muito longe com esta prespectiva!!! não deve ser grande coisa... eu digo sempre o que sinto mas ao que parece as pessoas não gostam de verdades apesar de as andarem sempre a reclamar!!! é mesmo assim... já perdi muito por ser sincero mas não consigo ser de outra maneira!!! :) uma pena porque o que se quer são mentirosos (para depois se poder reclamar por verdade) senão não há nada a reclamar!!!!

 
At 11:04 PM, Blogger Alien David Sousa said...

Pedro, não comentei a primeira parte do teu comentário porque não há nada ali para comentar.
Que tal dares a tua opinião em vez de retirares frases que são escritas com humor para não tornar um texto que fala de uma tema pesado de uma forma mais leve. O que queres que comente? As minhas frases?
Posso comentar o texto, isso sim.

AGORA OLHA O DISPARATE:

"«Basicamente o que lhes estão a chamar é de: VACAS! Sim. Estão a verbalizar: tu, mal eu viro as costas vais-te colocar debaixo do primeiro gajo que apareça.»

Debaixo?
Então? e todas as outras possíveis posições?"


RETIREI ISTO DO TEU COMENTÁRIO.
O que queres que comente AQUI?
Pedro por favor!
Se é esta a parte que dizes que é a sério...PLZ
Beijinhos
p.s-quanto à "aula" e ao senhor já dei a minha opinião no comentário anterior.





Hole,"já perdi muito por ser sincero mas não consigo ser de outra maneira"

Olha então temos algo em comum. Mas digo-te que eu não vou mudar.

"uma pena porque o que se quer são mentirosos (para depois se poder reclamar por verdade)"

Olha essa fez-me logo pensar no nosso panorama politico.
Mas sim, há pessoas que gostam de ser seduzidas, de serem levadas, de serem conquistadas por palavras bonitas, mesmo que no fundo algo lhes diga que possam estar a ser "comidas"...mas o "drama" é algo que muitas pessoas quase que anseiam para as suas vidas. Como que isso as fizesse sentir vivas. Não te sei explicar. É como se algo simples, directo, frontal, verdadeiro não tivesse magia, quando é aí que está a magia....já estou a divagar...
beijinhos covinhas

 
At 11:21 PM, Anonymous Morgaine said...

aiiiiiiii minha alienazinha verdinha que tás enganada aí no principio sobre a revista cosmopolitan. Eu também posso levar o portátil para a casa de banho e ler os textos, ou aí no teu planeta ainda não se conhece a net sem fios??? ainda estão no tempo desses gaijos machistas que desconfiam que a mulher tem o amante escondido no armário??? isso já lá vaiii páaa.. agora com a queima dos soutiens, as mulheres já não estão para aturar essas coisas.. ó se o meu homem me tratasse assim havia de ver, havia..atão comékié penas que tou pa t'aturar catanu??!! Vai depenar galinhas! ópois dava-lhe um potapé no cú, punha-o porta fora e no dia a seguir ele tava ali a roncar como o gatinho ehavia de esquecer os xiumes..

 
At 11:22 PM, Blogger © JJCN 07 said...

Ciúmes?
É tão natural como a água!
Um dos sentimentos mais animal do ser humano...
Todos têm, uns mais, outros menos!

Apenas de resta controlá-lo…
Pacificamente sem deixar que isso se sobreponha ao amor!

O resto é conversa...

Ou sexo, prazer, carinho ou amizade!!!

 
At 11:37 PM, Anonymous Morgaine said...

E sim, os ciumes quando se tornam obsessivos a ponto de prejudicar a vida do casal já são doença e nada têm a ver com amor, é mais cenas de machistas ou feministas, possessão, sentimentos de insegurança em relação a si mesmo.
Por outro lado, aqueles ciuminhos mais inocentes até saõ engraçados e apimentam a relação porque acabam geralmente em miminhos, beijinhos e abracinhos.. o resto é conversa :)
(este segundo comentário era a minha parte mais séria coff coff)

 
At 12:28 AM, Blogger Rui said...

O ciúme, disse alguém, é no Amor como o que o sal é na comida. Um pouco dá-lhe mais sabor mas em excesso é insuportável.
No entanto, não acredito que haja neste mundo quem nunca o tenha sentido ou então nunca Amou de verdade.
"Everything counts in small amounts"*
*-A adulteração é minha!

 
At 12:54 AM, Blogger Cruzeiro said...

O ciume doentio, e só vou falar desse, aquele que não tem motivo para existir porque o parceiro/a não dá razões para isso, mas que mesmo assim existe...julgo que na grande maioria dos casos, é criado sobretudo pela falta de confiança em si proprio, por norma essas pessoas sofrem de alguma falta de auto estima, de amor por elas proprias, não gostam de ser quem são, e acham que as pessoas que estão com elas a qualquer momento podem encontrar alguém que seja melhor e que vão embora, e o medo de perder acaba por ser mais forte de que tudo o resto, e não se dão conta que se a pessoa está ali é porque quer, porque ninguém obriga ninguém a estar...e tanto medo têm de perder que nem se dão conta que as pessoas acabam por ir por já não aguentarem e não porque encontraram alguém melhor...
Mas isto sou só eu a divagar, até porque eu nem gosto de ervilhas! lol
Beijinhos

 
At 2:49 AM, Blogger Å®t_Øf_£övë said...

Alien,
Bem... que tema mais complexo tens tu aqui!!!
Ao contrário do que somos educados a dizer e a sentir a verdade é que todos sentimos ciúmes.
Diz-se que o ciúme é um veneno, que a desconfiança é uma falta de respeito, e que o sentimento de posse é um desprezo pela liberdade do outro, mas para mim todas estas coisas podem ser giras quando não há amor. O ciúme é apenas o princípio do amor, porque para haver amor, é preciso um mínimo de desconfiança. Mas somos educados a dizer que devemos confiar um no outro, a não se suspeitar.
Confiar, não ter ciúmes, significa achar o outro incapaz, indesejável ou incapaz de desejar.
Quem tem ciúmes tem medo de perder. E quem tem medo de perder obviamente preza o que tem. Logo ter ciúmes de alguém é dar-lhe o justo valor. Não ter é a mesma coisa que desprezar.
Mas também é verdade que não se pode controlar excessivamente ninguém, porque está mais que provado que quem se convence que está preso decide por alguma razão absurda... fugir.
É a natureza humana.
Bjo.

 
At 4:04 AM, Blogger Alien David Sousa said...

Morgaine, opá eu sou amarela!!! E que língua é esta deste comentário? Portátil? É uma porta que levas para a casa-de-banho e com que propósito. Estou baralhada. E lês com ela a Cosmopolitan? Que raio? E net sem fios, desde quando a net tem fios? Ai Meus deuses do Universo estou a ficar maluca!A net não é uma coisa invisível por onde anda a informação?
Então e agora vens-me dizer que os terrestres escondem os amantes no armário? Eu sempre pensei que fosse debaixo da cama, há mais espaço lá debaixo, tendo em conta a quantidade de roupa que as terrestres compram e armazenam.
Morgaine estou a ter um curto-circuito!|
Ah e não fui eu que te coloquei no hospital com a bactéria extraterrestre.
opá o gatinho não teria tido culpa, ter de dormir com o gajo era cruel!
Bolas...tenho o cérebro a fritar.
Beijinhosss





JJ MESTRE DA LENTE
Os ciúmes desde que sejam benignos são saudáveis. Quem ama sente ciúmes. Agora quando são levados a extremos viram doença. Deixam de respeitar o outro. O seu espaço e a sua individualidade.
Beijinhos





Morgaine, olá outra vez ;)

"Por outro lado, aqueles ciuminhos mais inocentes até saõ engraçados e apimentam a relação porque acabam geralmente em miminhos, beijinhos"

Esse são os ciúmes a que chamo de benignos. E que qualquer pessoa que ame sente.

AGORA

"os ciumes quando se tornam obsessivos a ponto de prejudicar a vida do casal já são doença e nada têm a ver com amor,"

Estes são aqueles que descrevo no texto e que sim, são uma doença e existem mais casais do que nós pensamos a sofrer por causa desta doença.
Beijinhos






Rui, claro que quem ama sente ciúmes. Eu acho que esta questão nem se devia colocar. Apesar de muitos comentadores a colocarem. São ciúmes benignos. Quando estes são levados a extremos passam a ser doença porque se perde o respeito pelo parceiro, pela sua individualidade, pelo seu espaço. O outro começa a ser visto como um objecto que tem de ser controlado e são estes ciúmes que eu descrevo no texto. Não aqueles ciúmes que são inofensivos, aqueles que todos nós sentimos a dado momento mas que não têm consequências, que não ferem o outro.
beijinhos







Cruzeirinha,"pela falta de confiança em si proprio, por norma essas pessoas sofrem de alguma falta de auto estima, de amor por elas proprias, não gostam de ser quem são, e acham que as pessoas que estão com elas a qualquer momento podem encontrar alguém que seja melhor e que vão embora,"

Sim, acho que tem fundamento Cruzeiro.

"não se dão conta que se a pessoa está ali é porque quer, porque ninguém obriga ninguém a estar...e tanto medo têm de perder que nem se dão conta que as pessoas acabam por ir por já não aguentarem e não porque encontraram alguém melhor..."

Concordo com o teu ponto de vista. Em certos casos acho mesmo que é este o motivo a insegurança. Mas o que não entendo é que por mais provas de amor o parceiro/a lhes dê e lhes faça entender que são eles o amor da vida deles, a insegurança não desaparece. Por isso essa insegurança tem de ter raízes mais profundas, não sei...não sei mesmo...porque existem casais que lutam durante anos e dão provas e provas e a doença não desaparece, percebes o que quero dizer? Se fosse somente uma insegurança, com inúmeras provas de amor, deveria ir embora...mas o ser humano é complicado...se é :|
beijinhos ahhhhhhhhhhhhh as ervilhas lol
p.s tenho de ir ver o jogo...acreditas que tentei uma vez a correr com as indicações e morri lol acho que nos deste as indicações erradas :P






Å®t_Øf_£övë,
"Ao contrário do que somos educados a dizer e a sentir a verdade é que todos sentimos ciúmes"

Claro que todos sentimos ciúmes e quem ama sente ciúmes.
Vou-me repetir. Eu no texto não falo dos ciúmes benignos que qualquer ser sente quando ama, aqueles ciúmes que são saudáveis para qualquer relação, eu falo dos ciúmes que são levados a extremos.


"Diz-se que o ciúme é um veneno, que a desconfiança é uma falta de respeito, e que o sentimento de posse é um desprezo pela liberdade do outro, mas para mim todas estas coisas podem ser giras quando não há amor. "

PODEM SER GIRAS QUANDO NÃO HÀ AMOR, MAS UM INFERNO QUANDO HÀ AMOR!

Apesar de eu não achar giro o desprezo pela liberdade do outro mesmo quando não há amor...mas isso é outra conversa.

"Confiar, não ter ciúmes, significa achar o outro incapaz, indesejável ou incapaz de desejar."

Não. Confiar significa que podes ter os teus ciúmes benignos, mas sabes que aquela pessoa te ama e que tens com ela uma relação baseada no amor e honestidade. Podes confiar em oposição a andares constantemente a seguir todos os seus passos.

Ter medo de perder. Todos temos medo de perder algo que amamos. Até para a morte. Mas isso não quer dizer que nos dê na cabeça começar a encher a casa de velas contra os maus espíritos. Percebes?

Tu estás a fazer uma confusão entre ciúmes saudáveis e os malignos e deixa-me que faça um copy/paste para ser mais clara:

Claro que quem ama sente ciúmes. Eu acho que esta questão nem se devia colocar. Apesar de muitos comentadores a colocarem. São ciúmes benignos. Quando estes são levados a extremos passam a ser doença porque se perde o respeito pelo parceiro, pela sua individualidade, pelo seu espaço. O outro começa a ser visto como um objecto que tem de ser controlado e são estes ciúmes que eu descrevo no texto. Não aqueles ciúmes que são inofensivos, aqueles que todos nós sentimos a dado momento mas que não têm consequências, que não ferem o outro.

Acho que basicamente é isto.
Beijinhos

 
At 5:51 AM, Blogger SENTIR said...


Ciúmes? O quê vc tá querendo dizer com isso? Todo ciumento tem rabo preso, quem não tem o dito, não liga pro outro. Tú por acaso não gostas mais de mim? Estás tentando dizer algo? Não me esconda nada! Não me venha com revistas ou ervilhas, me diga logo! Te amo tanto, já não te faço feliz?


De ciúmes prefiro distância. Amarga tudo! E tú faz-me um bem danado com teu humor agridoce.
Voltando à Terra, querida Alien, já provou chocolate? Páscoa deliciosa aos teus e a ti. Bjins...

 
At 1:34 PM, Blogger Barão da Tróia II said...

Enquanto alguém amar outro, seja de que forma for, o ciúme existirá. É assim é humano. Muitas vezes é doentio e estúpido, claro, mas nós somos doentios e estúpidos, boa semana, excelente post.

 
At 3:40 PM, Blogger Kableira said...

concordo com isso de os ciúmes serem uma doença. podes ter escrito isso a gozar, talvez, mas eu acho mesmo que é uma doença psicológica visto que é uma fobia. é o medo de perder alguém para outra pessoa. e esse medo pode ser catastrófico.

 
At 5:30 PM, Blogger Senhora das Aguas said...

"Afinal os seres humanos são o quê?" Alien felicito te por seres uma alien e nao um humano, respondi a tua pergunta?
Eu nao quis dizer que justificava...! Tmb nada é tao linear qt dizeres que se se esta doente se vai ao medico... nem sempre isso acontece pois a doença e o doente vao se adaptando e tornando um... o doente habitua se e julga-"se" o mais normal possivel... ;)) ainda bem que tens conhecido humanos "bons". Eu nao.

 
At 8:07 PM, Blogger Alien David Sousa said...

Sentir lol para a primeira parte do comentário também sabes usar muito bem o humor verde e amarelo! :D

"De ciúmes prefiro distância. Amarga tudo!" Mas se na relação existir um pouco de ciúme que tenha sabor a chocolate, esse não faz mal. É o ciúme saudável. ;)
Até porque quem ama, sente sempre um pouco de ciúme com sabor a chocolate.
Boa Páscoa ;)
Beijinhos





Barão,claro que quem ama sente ciúmes. Mas desde que seja um ciúme benigno tudo bem. O problema é quando o ciúme é levado a extremos e a falta de respeito pelo outro acaba. É esse ciúme que descrevo no texto, não o ciúme comum que existe em todas as relações amoras. Descrevo o ciúme doentio.
bjs




Kableira ,não escrevi a gozar. Escrevi MUITO a sério! E concordo 100% com o que escreveste. Eu não mencionei os ciúmes normais que todos temos quando amamos alguém. Mas sim, como descrevi ao Barão, aqueles que são mesmo uma doença, que são malignos, que são levados a extremos, perde-se o respeito pelo outro, pelo seu espaço, é um descontrolo total. E sim!, é uma fobia.
Beijos




Senhora das Aguas
Então fui eu que entendi mal...fiquei com a ideia que para ti de certa forma se justificava.
"doença e o doente vao se adaptando e tornando um... o doente habitua se e julga-"se" o mais normal possivel..."
Entendo o que dizes. Mas olha, ele acha-se normal, ok!, entendo. Mas a sua cara-metade percebe que ele/a não está bem. Assim, acho eu que existem sempre mecanismo à sua volta que lhe vão "martelando" na cabeça dizendo que " tu não estás bem!" . Isto no caso dos ciúmes. Porque chega a um ponto em que a outra pessoa fica saturada e acaba por dizer o que lhe vai na alma. Se essa pessoa não muda, se não procura ajuda, acaba por perder a pessoa que ama. E voltamos ao meu texto, à parte em que falo dos choques eléctricos e do macaco.;) Mais tarde ou mais cedo vai procurar ajuda...os que não procuram acabam sozinhos, ou saltando de relação em relação porque ninguém aguenta uma pessoa com uma doença destas.
Querida, entre nós...eu só tenho conhecido humanos de "merda" ao longo da minha vida neste planeta.;) Acredita. Como digo em 100 de merda há 1 que vale a pena. Temos de nos agarrar ao "1" que conhecemos que vale a pena e esquecer os "100"
Beijinhosssssssssss

 
At 10:59 PM, Blogger Daniel Costa said...

Eu odeio ervilhas, são pequeninas, verdes, têm o hábito de rolar para debaixo de qualquer coisa pesada que temos que levantar para lá chegar.
Depois há que as caçar no prato, como são esferas, não as podemos espetar com o garfo, e quando tentamos equilibrá-las no garfo é quase certo que perdemos metades no caminho do prato até à boca.
Ao paladar são pastosas, daquelas coisas que se mastigam ao jeito da pastilha elástica, são tremendamente enjoativas.


Eu gosto de ciúmes. São muito agradáveis e refrescantes, sobretudo no Verão, mas aí tem que ser frios. Adoro brincar com os ciúmes, acompanhando-os de outros sentimentos semelhantes. Ah, e até são bem saudáveis!





P.S. Acho que troquei os ciúmes por ervilhas... ou as ervilhas por ciúmes ;)

 
At 11:24 PM, Blogger Alien David Sousa said...

Daniel, como já estou habituada aos teus textos. À tua escrita deixa que solte um: LOL

"P.S. Acho que troquei os ciúmes por ervilhas... ou as ervilhas por ciúmes ;) "

Eu sei que trocaste!;)E também sei que foi intencional, gostei.Foi uma abordagem diferente. lol

Beijinhos

 
At 1:32 AM, Blogger Fernando Almeida said...

Sinceramente também não me interessa muito as razões da escrita do senhor Gordon Sumner (leia-se Sting), mas lá que a música é boa, é. E tenho dito... :)

 
At 1:37 AM, Blogger ANNA-LYS said...

LOL :-))

IF I believe in Aliens?
Please define Aliens ... I believe in You, isn't that quite enough? Or do You mean Aliens (= Strangers)? I believe in strangers until proven wrong ;-)

Aliens as a non-human space-habitant?
I have not seen any "strong enough" evidence on that we humans should be the only creature.

One thing is for sure I believe in Bloggers and other races of Cyberians ... if that counts ;-)

(( hugs ))

 
At 3:14 AM, Blogger ANNA-LYS said...

.... or ... let me put it this way:

The Truth is Out There" ;-)

 
At 4:04 AM, Blogger Alien David Sousa said...

Fernando, claro que a musica é boa rapaz. Eu adoro esta música. O que quis dizer foi que usei as palavras de uma forma distorcida. Usando-as como se fosse um ciumento a prenuncia-las. ;)
beijinhos




ANNA-LYS, Hi again...see we always have something to say. I gave you some hints and there you go. ;)
God! You asked me more questions then gave me answers lol teasing you.

"Please define Aliens ... I believe in You, isn't that quite enough? "

Well, im an Alien, so i dont need to define myself ;) and since you believe in me you do belive in aliens. LOL


"I believe in strangers until proven wrong ;-)"
On that one, im more carefull then you! My mom always told me to be caution around strangers. ;)


"Aliens as a non-human space-habitant?
I have not seen any "strong enough" evidence on that we humans should be the only creature"

Yeah, it should be weird if the universe so damn big had only one planet with one form of intelligence. Dont you agree?
I already meet others, but well, this is me, i travel a lot on my space ship. :D


"One thing is for sure I believe in Bloggers and other races of Cyberians ... if that counts ;-)"

One thing, dont trust to much.You never know who's behind the computer screen and im telling you this from experience.

The Truth is Out There! Yes it is!LOL ;)

 
At 1:01 PM, Blogger ANNA-LYS said...

"What a man believes upon grossly insufficient evidence is an index into his desires -- desires of which he himself is often unconscious. If a man is offered a fact which goes against his instincts, he will scrutinize it closely, and unless the evidence is overwhelming, he will refuse to believe it. If, on the other hand, he is offered something which affords a reason for acting in accordance to his instincts, he will accept it even on the slightest evidence. The origin of myths is explained in this way."
(Bertrand Russel)

Is Aliens a myths that we believe in? ;-)

 
At 1:02 PM, Blogger ANNA-LYS said...

IF You celebrate Easter:

Happy Easter! :-D

 
At 2:46 PM, Blogger VICIO said...

olá!
não sei o que pensaste sobre o que escrevi mas o que me queria referir é que quase toda a gente por uma questão de orgulho(?) tentam não mostrar ciumes ou não admitir que os sentem! apesar de uma maneira ou de outra, eles estarem lá! claro que ajuda nesse aspecto o que tu falas na parte "Como se cura?". por vezes é preciso passar por uma má experiencia para não a voltar a repetir!
tal como dizes... não se sabe o que se passa na vidade cada um!

quanto à paranoia... se for QB é bom te-la! ;)

 
At 2:47 PM, Blogger Claudia_peixinha said...

Ainda com a ciumeira? Eheheh!

Um beijo sincero e desejos de Boa Páscoa.

 
At 3:19 PM, Blogger Casemiro dos Plásticos said...

sem ciume não há amor :P
beijinho bom

 
At 5:11 PM, Anonymous http://shakermaker.blogs.sapo.pt said...

Ora viva!

Um dos muitos defeitos que me apontam é precisamente não ter quaisquer ciúmes. Muita gente confunde isso com desinteresse como se fosse essencial ter ciúmes de alguém como prova de que se gosta realmente dessa pessoa.

Lamento que pensem em sim mas não posso mudar algo que não sinto em mim. Eu não sou ciumento nem suporto ciúmes (ponto final).

Porém, acho que é necessário haver ciúmes porque se assim não fosse não existiriam baladas de corno.
Uma das minhas músicas preferidas de sempre é precisamente "Jealous Guy" de John Lennon, embora prefira a versão dos Roxy Music.

Um abraço do outro mundo...
shakermaker

 
At 8:36 PM, Blogger Alien David Sousa said...

ANNA-LYS,:D
You devil lol
"Is Aliens a myths that we believe in?

I can only answer for myself. I don’t think extraterrestrial forms of lives are myths. Like i already told you we have to be very arrogant to think we are the only planet in the universe that was blessed with intelligence.
For the ones that scream they want proves I say: do some research because the FBI already has on line for the public to read (some documents you have to buy, sadly) and learn more about the subject.

Only the vampires have to live in the dark!

This quote is mine ;) lol

Kisses and a happy Easter
p.s i like talking to you because allows me to write in English and i do miss it a lot.




Vicio, afinal não estávamos a pensar no mesmo. Eu já estava a fazer filmes. lol

"tentam não mostrar ciumes ou não admitir que os sentem! apesar de uma maneira ou de outra, eles estarem "
Sim concordo, esses ciúmes todos nós os sentimos acho eu, quando amamos alguém. Mas os que refiro no texto são aqueles a que o Kableira descreveu e muito bem como fobia. Eu chamei-lhes doença. São aqueles que são levados a um extremo. Em que se perde o controlo, se perde o respeito pelo outro etc...

"quanto à paranoia... se for QB é bom te-la! ;)" LOL
Vicio essa da paranóia era eu a brincar...estava-me a referir aos comentadores, se eles estariam a dizer uma coisa e a fazer outra ;)
Beijinhos





Peixinha, LOL isto tá uma ciumeira pegada...nem sei o que te diga minha querida.
Boa Páscoa
Beijinhossssssssssssssssss





Case, desde que esse ciúme seja uma ciúme saudável, que não impeça o outro de viver feliz, de ter o seu espaço.
beijinho bom lol





Olá Shake,
Acusam-te estupidamente, porque tu provavelmente és como qualquer pessoa. Tens aquele ciúme que é normal quando se ama. Só que não o demonstras e muitas vezes o outro gosta de ver uma pontinha desse ciúme saudável e quando não o vê interpreta isso como desinteresse.
O que não quer dizer que sejas um Robot, que vejas um tipo todo giro a fazer-se à tua namorada e não sintas rigorosamente NADA, porque algo se sente sempre. Nem que seja um arranhão que nos chateei-a um pouco...mas enfim. Esses, por mim devem existir. Os outros, nunca deviam ter aparecido na face no planeta.
Um beijinho alienígena
p.s gosto das duas versões ;)

 
At 8:43 PM, Blogger tulipa_negra said...

adorei este post, querida Alien! parabéns! gostava de mostrar o teu texto a um ex que tive que me fez a vida impossível por causa dos ciúmes ;-)
felizmente, nem eu nem o maridão temos o diabinho cá dentro. obviamente uma pitada de ciúme faz bem a qualquer relação, mas SEMPRE com peso e medida!

beijocas e boa Páscoa! (será que vocês Aliens a festejam?)

 
At 11:53 PM, Blogger Diabba said...

"Chegam a casa e são interrogadas, examinadas, sondadas até à exaustão"
Ok, tu andas a dar-te com gente esquisita!!
Ciume é falta de confiança em si mesmo.
Como dizes no texto o/a cara-metade até pode ser uma aberração, mas o medo de perder tal preciosidade é tanto que começam a fazer um cerco asfixiante... falta de confiança em si mesmo, não é???

Detesto que me espiem!

beijo d'enxofre

 
At 12:09 AM, Blogger mymind said...

af pods crer, os ciumes eh uma doença k mata msm o amr! tb n compreendo s n confiam no parceiro pk esta com ele?? enfim...sujeitam-s a td certas pexoax!
bjitux

 
At 12:50 AM, Blogger Alien David Sousa said...

Tulipinha,se calhar ele agora anda a fazer a vida impossível a outra. lol ;)
"obviamente uma pitada de ciúme faz bem a qualquer relação, mas SEMPRE com peso e medida!"
Estou contigo e não abro!:D
Beijinhos e uma boa Páscoa



Querida Diabba..ups Alteza Real, então eu agora tenho-me de dar com uma Diabba para escrever sobre ela?
O mesmo se aplica aos doentes que descrevi no texto. Até posso conhecer casos de perto, como posso não conhecer. Não revelo as minhas fontes!;) Mais nada. :D

"Ciume é falta de confiança em si mesmo."
Concordo. Uma falta de confiança que faz com que se perca o respeito pelo outro.

"Chegam a casa e são interrogadas, examinadas, sondadas até à exaustão"
Mantenho o que disse, muitas mulheres/homens são mesmo interrogados:" com quem estiveste até estas horas?" ; "disseste que chegavas às 8 e já são 8:30!" etc, etc

"Detesto que me espiem!"
Acho que ninguém gosta é por isso que a dada altura as malas são colocadas à porta. Porque por mais paciência e amor que se tenha, o ciúme destrói esse amor doentio. Essa insegurança na relação que não tem fundamento. Pode sim ter fundamento quando se refere à insegurança da pessoa, não quando se refere à da relação. Porque ninguém está com ninguém por obrigação.:)

Enfim, é complicado.
Beijinhos alienígenas e uma boa Páscoa aí nesse inferno




Mymind,sim acho que acaba mesmo por matar. Como escrevi agora mesmo. Não existe amor que consiga aguentar tanta desconfiança, tanta falta de respeito. A certo ponto a corda rebenta. Porque o outro precisa de respirar e não consegue por causa dessa doença com que tem de levar em cima todos os dias.

Não confiam, mas estão com o parceiro porque o amam daquela forma distorcida. Acho eu. Não sei, não entendo esta doença Mymind. A sério. A confiança, para mim, é um dos pilares de uma relação.

Beijinhos

 
At 1:05 AM, Blogger Raposa Velha said...

Como já por aqui foi sugerido, o ciúme consiste na projecção das inseguranças pessoais no outro. É o ciúme disparatado de quem não sabe confiar.

Mas um outro tipo de ciúme também existe, aquele que resulta dum sentimento de que algo errado existe, de que o padrão de comportamento a que nos habituáramos no nosso parceiro foi alterado. Consequência de algumas facadinhas? Ou apenas do passar do tempo?

 
At 2:42 AM, Blogger Cruzeiro said...

Por norma uma pessoa insegura e com falta de amor próprio é os sempre, e por mais que lhes digam o contrário acham sempre que são as piores pessoas do mundo...é um bocado como quem sofre de anorexia, quem a tem por mais cadavérica que esteja e que lho digam, acha-se sempre gorda e não se convence do contrário.
Quanto ao jogo, achas que eu era capaz de tal coisa, só para vos ver sofrer? lol
Naaa...não sou assim tão má.;-)
Em alguma parte do jogo deves ter feito algo errado...porque a solução é aquela. :-)
Beijinhos

 
At 5:39 AM, Blogger Zé Lérias said...

Foi por essas e outras que sempre fui apologista da prática amorosa de Sartre e Simone de Bauvoir. Cada um em sua casinha e "prontos".
Nem um nem outra abafavam a liberdade que cada um deles tinha direito.

Um abraço

 
At 7:15 PM, Blogger Diana said...

«The other day she looked at
my calendar and wanted to know who May was.» AH

Mas acho q aqui há que fazer uma distinção..há ciúmes bem fundados, e outros q são completamente descabidos..enfim..o q interessa é ter moderação!

 
At 7:55 PM, Blogger Alien David Sousa said...

Raposa velha, sim uma insegurança que se tranforma numa doença quando esta chega a extremos.

E sim depois a esse ciume que é justificado, quando alguém tem motivos para o ter porque o parceiro anda a dar facadinhas na relação,mas não foi esse que abordei no texto. O que abordei foi o primeiro caso. Aquele em que o parceiro não dá motivos para que existam ciumes e estes existem e numa escala gigantesca.
Saudações alienígenas ;)




Cruzeirainha,não sei não...sobre o jogo! LOL

"é um bocado como quem sofre de anorexia, quem a tem por mais cadavérica que esteja e que lho digam, acha-se sempre gorda e não se convence do contrário."

Entendo, mas mesmo essas pessoas conseguem ver.se livre desse doença horrível. Foi por isso que eu no meu texto mencionei o macaco e os choques electricos ;) Não sei se me faço entender? Muitos à conta de levarem tantos, e de perderem muitas das pessoas que amavam graças aos ciumes vão mudando, outros não...não sei...mas acho que o ser humano aprende....acho :)
Beijinhos e uma Boa Pácoa ....vou tentar uma segunda vez o jogo se não der outra vez estás lixada comigo :P lol



Zé,é uma forma de abordar uma relação. Resulta para muitas pessoas. E quem pode dizer o que é certo e o errado numa relação? Eu não!!!!
Beijinhos



Diana,claro que sim! Há ciumes saudáveis. Aqueles que todos nós sentimos quando amamos alguém. E depois há os ciumes doentios, aqueles que descrevo no texto, que são levados a um extremo. Quando se perde o respeito pelo outro, pelo seu espaço, quando se humilha o outro...etc...estes são uma doença que mata o amor.
beijinhos

 
At 3:15 AM, Blogger Ana said...

Boa Páscoa :)

 
At 5:14 AM, Blogger Alien David Sousa said...

Boa Páscoa Anocas, tiveste medo de comentar no Post do coelho? ;):D Ele não morde!
Beijinhos

 

Post a Comment

<< Home